Prevenção

Objetivo:  prevenir o avanço do HIV e reduzir a vulnerabilidade dos indivíduos e comunidade ao HIV/AIDS. Complementação dos trabalhos desenvolvidos pelos organismos Governamentais; pelo estabelecimento de uma política eficiente de Saúde Pública. 

Ações:

Parceria no Projeto “Integração Comunitária Alto Tietê / Empresa Escola” CIESP/SESI: ocorre durante todo o ano de acordo com calendário específico. Este projeto tem por finalidade o desenvolvimento de prestação de serviços visando o exercício de cidadania cultural, social, saúde, lazer e educação, em prol da comunidade, envolvendo os segmentos da sociedade em parcerias com instituições privadas.

Campanhas de massa e ações de impacto (conforme calendário anual): a definição das abordagens em comunicação de massa parte da análise das tendências da epidemia e da identificação de populações mais vulneráveis às quais devem ser dirigidas as mensagens. Com calendário pré estabelecido:

• Carnaval – fevereiro
• Dia Internacional da Mulher – março
• Dia das Mães – maio
• Dia dos Namorados – junho
• Seminário da Saúde – agosto
• Dia Internacional de Luta Contra AIDS – dezembro

Palestras/ Oficinas em Escolas, indústrias e outras instituições: visa desenvolver prevenção por meio da informação, promover reflexão e a tomada de consciência diante do tema abordado, formar agentes multiplicadores visando a ampliação das ações de prevenção.

Pastoral da Aids – CNBB: por meio da representação,  realiza ação de apoio a essa iniciativa e busca apronfundar um diálogo junto a essa instituição visando o fortalecimento das ações de preveção no combate à epidemia, assim como as de apoio ás pessoas soropositivas na melhoria da qualidade de vida e principalmente na luta contra o preconceito e a discriminação. A Pastoral de DST/Aids – CNBB é um serviço da Igreja católica  ao desafio da epidemia da Aids. Trata-se da resposta solidária dos cristãos aos que são acometidos diariamente pela doença, bem como um compromisso evangélico de cuidar da vida e evitar que novas infecções aconteçam. como as de apoio ás pessoas soropositivas na melhoria da qualidade de vida e principalmente na luta contra o preconceito e a discriminação.